Vocação

O fio da vida de Jeremias (Parte de Final)

Jeremias é um profeta que tem uma consciência muito sólida de sua vocação. O fio da sua vida o ligava a Deus desde as entranhas, desde antes de ele ser:
“Recebi a palavra do Senhor que me dizia: ‘Antes de formar você no ventre de sua mãe, eu o conheci; antes que você fosse dado à luz, eu o consagrei, para fazer de você profeta das nações’. Mas eu respondi: ‘Ah, Senhor, eu não sei falar, porque sou jovem’. O Senhor, porém, me disse: ‘Não diga ‘sou jovem’, porque você irá para aqueles a quem eu o mandar e anunciará aquilo que eu lhe ordenar. Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo - oráculo do Senhor’.
Então o Senhor estendeu a mão, tocou em minha boca e me disse: ‘Veja: estou colocando minhas palavras em sua boca. Hoje eu estabeleço você sobre nações e reinos, para arrancar e arrasar, para demolir e destruir, para construir e plantar’”. (Jr 1,4-10)
Mas Jeremias conhecia mais do que ninguém como era balançar no fio da sua vida:
“Maldito seja o dia em que eu nasci. Que jamais seja bendito o dia em que minha mãe me deu à luz! Maldito o homem que levou a notícia a meu pai, dizendo: ‘Nasceu um filho homem para você!’, enchendo-o de alegria.” (Jr 20,14-15)
Jesus nos diz “a quem muito é confiado, muito será exigido.” (Lc 12,48)
Também em nossa vida temos consciência de tantos desafios, tantos momentos em que balançamos, porque nos empenhamos em seguir o rumo da Palavra que nos seduziu e conquistou. Escutamos de novo Jeremias:
“Tu me seduziste, Senhor, e eu me deixei seduzir. Foste mais forte do que eu e venceste. Sirvo de piada o dia todo e todo mundo caçoa de mim. Quando falo, é aos gritos, clamando: ‘Violência! Opressão!’ A palavra do Senhor ficou sendo para mim motivo de vergonha e gozação o dia todo. Eu me dizia: ‘Não pensarei mais nele, não falarei mais no seu nome!’ Era como se houvesse no meu coração um fogo ardente, fechado em meus ossos. ‘Estou cansado de suportar, não aguento mais!’ Eu escutava muita gente comentando: ‘Terror ao redor. Denunciem, vamos denunciá-lo’. Todos os meus amigos esperam que eu tropece: ‘Quem sabe ele se deixe seduzir! Então o dominaremos e nos vingaremos dele’. O Senhor, porém, está ao meu lado como valente guerreiro. Por isso, aqueles que me perseguem tropeçarão e não conseguirão vencer; eles ficarão profundamente envergonhados, porque não terão êxito, e a vergonha deles será eterna e inesquecível.” (Jr 20,7-11)
Este mesmo fio que nos faz segurar e faz balançar é o fio da nossa vida. Um amor maior nos deu à luz e, na luz da Luz, nos faz atravessar pântanos e escuridões. E no meio do caminho, vamos relembrando e refazendo nossa história e rezando como Jeremias: “Quando recebi as tuas palavras, eu as devorava. A tua palavra era festa e alegria para o meu coração” (Jr 15,15); “Cura-me, Senhor, e eu ficarei curado; salva-me, e eu serei salvo, porque tu és o meu louvor.” (Jr 17,14)  Deus é a nossa fonte. Mesmo que não queiramos, Deus faz-se presente no fundo da nossa consciência, nos chamando a ser de verdade, a ser filhos/as, a viver com Ele uma aliança de amor, a ser profetas, escolhidos, amados, enviados, a sermos generosos no serviço, como o Filho Jesus que ‘se fez obediente até à morte de cruz’ (Fl 2,8). O filho bom tem a alegria de cuidar das coisas do Pai, de aprender a misericórdia do pai de ser gratuidade como o Pai. Com o Filho Jesus, aprendemos a ser presença libertadora de Deus, nas situações de opressão, pela escuta do seu projeto de amor:
“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos, e para proclamar um ano de graça do Senhor.” (Lc 4,18-19)

Pe. José Luís, CSh


Comentários



Siga-nos pelo Facebook

Fale Conosco

Preencha os dados a baixo em breve entraremos em contato

Localização

R. Lopes Filho, 303 - Amadeu Furtado
Fortaleza - CE
60455-670



Contato Por Telefone

+55 (85) 3281-1085